5 dicas de App Store Optimization (ASO) para destacar seu app

App Store Optimization (ASO) são boas práticas relacionadas a texto, imagens, vídeo e gestão de relacionamento em aplicativos publicados na App Store (iOS) e no Google Play (Android). Isso é feito para otimizar a presença dos apps em cada loja.

Em resumo: App Store Optimization (ASO) é o Search Engine Optimization (SEO) das lojas de aplicativo.

As lojas de aplicativos são ambientes em que os usuários de smartphones baixam aplicativos. São também onde palavras-chave, curadoria, tendências, avaliações, entre outros fatores podem apresentar apps aos usuários e, inclusive, influenciar a decisão dos consumidores a instalar ou não os aplicativos.

Aí que entra a importância de trabalhar bem o ASO.

Se você quer insights resumidos, role a tela até o fim do artigo para ler o resumo das 5 dicas.

Da mesma forma como nos preocupamos em ter nossa marca bem posicionada nos resultados dos buscadores (em especial bem ranqueada no Google) e trabalhamos o SEO em sites é blogs, é preciso dar atenção ao ASO para que os aplicativos consigam resultados relevantes de forma orgânica.

Perceba as lojas como locais que podem ser decisivos para que seu app seja mostrado na hora certa para usuários interessados no seu produto.

Dessa forma, elas são um ponto de contato a mais com os usuários, que também poderão conhecer seu produto a partir de anúncios em mídias digitais, redes sociais, busca orgânica em Google/Bing/Yahoo, mídia offline, e tudo mais que fizer parte do seu planejamento de comunicação e marketing.

Otimize a presença do seu app com essas 5 dicas de ASO

As dicas são simples e práticas. Perceba que algumas otimizações ocorrem de forma passiva e outras de forma ativa.

O trabalho de ASO com palavras-chave e com conteúdo multimídia visa apresentar o app quando o usuário está buscando algo nas lojas. Ou seja, um trabalho passivo à espera de ações do usuário.

Por sua vez, pedir feedback para os usuários e responder comentários nas lojas são estratégias ativas que devem ser realizadas frequentemente.

Portanto, mãos à obra!

1 – Palavras-chave são a base de tudo

Da mesma forma como no SEO, palavras-chave são fundamentais para encontrar os aplicativos adequados às pesquisas dos usuários em lojas de apps. Use uma palavra-chave relevante para seu negócio no nome do aplicativo.

Antes de mais nada, é fundamental conhecer as especificidades de cada loja para definir sua estratégia.

Trabalho de ASO na App Store

Na App Store, o nome (título) do app pode ter até 30 caracteres. Também é possível dar um subtítulo ao app. É um campo útil para complementar o nome com alguma descrição objetiva sobre funcionalidade do aplicativo e/ou aproveitar para destacar outra palavra-chave relevante.

Quando o app possui título e subtítulo, dos 30 caracteres disponíveis para título, apenas 20 são exibidos nos resultados de pesquisa. O nome ficado reduzido com reticências (…), mas isso não é um problema.

A App Store também possui um campo específico para cadastrar palavras-chave, que contempla até 100 caracteres.

Um dos possíveis resultados com o trabalho de ASO é ser escolhido pela curadoria da App Store para ser destaque em alguma seção, entre elas App do Dia, Jogo do Dia e Escolhas dos Editores

Um dos possíveis resultados com o trabalho de ASO é ser escolhido pela curadoria da App Store para ser destaque em alguma seção, entre elas App do Dia, Jogo do Dia e Escolhas dos Editores

Trabalho de ASO no Google Play

Por sua vez, o Google Play permite até 50 caracteres como título do aplicativo. O campo subtítulo não existe na loja do Android. É possível adicionar uma breve descrição de até 80 caracteres, que é destacada na página do app na loja.

O Google Play não oferece um campo específico para palavras-chave. A análise de palavras-chave é feita de forma diferente. A loja avalia todos os campos para verificar se as informações estão de acordo com a proposta do app.

Atenção para uma das principais orientações do Google Play em termos de ASO!

O Google alerta que é proibido usar palavras-chave enganosas, irrelevantes ou em excesso nas descrições, nos títulos e nos metadados de apps. Portanto, tenha cuidado para não desrespeitar as normas e ter seu aplicativo removido da loja.

2 – SEO complementa o ASO

Lembre que seu aplicativo também pode ser achado organicamente em pesquisas no Google (ou outros buscadores, como Bing).

Portanto, as palavras-chaves e as estratégias adotadas para sua marca ser bem ranqueada no Google devem ser similares para promover o app nas lojas.

3 – A primeira impressão precisa chamar atenção do usuário

Considere as screenshots como frases de abertura de um blog ou de um artigo. Se essas palavras não chamam a atenção do usuário imediatamente, você pode perdê-lo.

Um estudo realizado pela AppShots afirma que 53% dos usuários de Android e 47% de iOS encontraram seu app mais recente a partir de pesquisa nas lojas. O levantamento também indica que aplicativos com screenshots com bons apelos visuais e textuais aumentam a taxa de downloads em 30%, quando comparados com screenshots que apresentam apenas textos.

Você também pode usar vídeo como recurso multimídia para apresentar seu app. Independentemente de você usar screenshot ou vídeo para apresentar funcionalidades do app, a primeira imagem do recurso multimídia precisa fisgar a atenção do usuário ao mesmo tempo que informa sobre a principal funcionalidade ou o diferencial do aplicativo.

A primeira imagem tem a mesma importância de uma conversa de elevador (elevator pitch) e deve mostrar clara e rapidamente a proposta de valor do seu app.

Use imagens que valorizem o produto e expliquem sobre o que se trata. Experimente também utilizar alguma manifestação espontânea da imprensa ou de comentários em redes sociais que expressem claramente que o seu app é útil e vale a pena ser baixado.

4 – Use o fator local a seu favor

Se o seu negócio tem a ver com uma ou mais regiões específicas, deixe isso bem claro na descrição e em algumas screenshots. Use a primeira screenshot apenas se a proposta de valor do app estiver exclusivamente ligada à região.

Por exemplo: Se você tem um restaurante em São Paulo, inclua uma imagem da tela onde há o mapa com a localização. Valorize essa informação. Priorize usar essa imagem como segunda screenshot na loja.

Atualize frequentemente as funcionalidades do aplicativo, mas também lembre-se de revisar a otimização nas lojas. Leve em consideração o feedback enviado pelos usuários para trabalhar seu App Store Optimization.

Essa revisão frequente no ASO também pode ser útil para acompanhar campanhas da sua marca em outros ambientes, bem como tendências da seu segmento comercial.

5 – Estimule avaliações e comentários

Provavelmente, essa parte é a mais complicada do ASO, mas tão importante quanto as anteriores. São duas formas possíveis de lidar nesse caso.

A primeira delas influencia diretamente na otimização do app nas lojas. Pedir avaliações e comentários nas lojas pode trazer comentários negativos sobre o app e a experiência que os usuários tiveram.

Apesar do fator negativo, o engajamento é valioso.

A lógica é similar a das redes sociais: quanto mais interações, mais destaque a publicação recebe. Nesse caso, o app estará mais acima nos resultados de pesquisa. Como resultado, os insights gerados pelos relatos de problemas podem agilizar o processo de identificação e correção de bugs.

Após resolver os problemas apontados pelos usuários, responda cada reclamação informando que os bugs foram corrigidos e peça que atualizem para a versão mais recente.

Exemplo de comentário revertido na App Store, em trabalho que realizei com o app do Palmeiras. Essa prática ajuda a aumentar os resultados de ASO

Exemplo de comentário revertido na App Store, em trabalho que realizei com o app do Palmeiras. Essa prática ajuda a aumentar os resultados de ASO. Veja mais sobre esse trabalho aqui.

E, claro, não deixe de agradecer as avaliações com comentários positivos!

A outra possibilidade é estimular que os comentários ocorram dentro do app. É uma boa estratégia para quem não está confiante em relação ao feedback dos usuários. Assim, os reviews são enviados diretamente para os desenvolvedores, de forma privada.

Dessa forma, o aplicativo pode ser otimizado a partir das sugestões e reclamações recebidas. Depois de aprimorar o app, você pode passar a estimular a interação diretamente nas lojas.

Bônus: insights nativos no Google Play Console

No fim de agosto deste ano, o Google aprimorou o analytics do console de desenvolvedores Android. A partir dessa melhoria, o relatório de aquisição orgânica passou a informar pontos fundamentais para um bom trabalho de ASO.

São eles:

• Termos buscados pelos usuários que os levaram até a página do app

Os relatórios para aplicativos Android agora contam com informações fundamentais para aprimorar o ASO diretamente no Google Play Console

Este é um exemplo de relatório que exibe termos pesquisados e taxas de instalação de cada busca

• Informações sobre quando os usuários veem a prévia do app nos resultados de busca no Google Play

Os relatórios para aplicativos Android agora contam com informações fundamentais para aprimorar o ASO

Este é um preview de resultado no Google Play

Essas informações aparecem nos relatórios ao selecionar datas a partir de 30 de julho de 2018.

Informações ricas como essa só eram possíveis mediante ferramentas pagas. Agora, o Google deu uma boa força aos profissionais de marketing digital e desenvolvedores de aplicativos.

Resumo das 5 dicas de ASO

É preciso trabalhar palavras-chave e conteúdos multimídia para otimizar seu app nas lojas.

Trabalhe as palavras-chave do aplicativo de forma similar ao trabalho de SEO realizado pela sua marca.

Mostre valor ao usuário em poucas palavras e diretamente na primeira screenshot ou miniatura de vídeo. Imagine que seu app está numa conversa de elevador e precisa convencer em poucos segundos.

Assim como em redes sociais, relacionamento nos comentários das lojas ajuda seu app a ser melhor posicionado nas buscas. Também aumenta as chances de que seu aplicativo seja indicado em resultados similares.

Se o seu aplicativo tem um forte fator local, como de eventos em uma cidade, deixe isso bem claro logo de cara.

E aproveite a novidade! O Google Play Console agora exibe relatórios que mostram quais termos os usuários pesquisaram até chegar no seu app.

Qual dessas dicas você vai usar primeiro?

Comente esse artigo se você tem dúvidas ou deseja saber mais sobre ASO.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *