O que é o Telegram e por que ele é muito melhor que o WhatsApp

O Telegram está se tornando cada vez mais popular e deixando de ser aquele app alternativo para quando o WhatsApp fica fora do ar. Os motivos são simples: primeiro, é um mensageiro multiplataforma baseado em nuvem e pioneiro em tudo o que se propõe; segundo, as quedas do WhatsApp de 2015 em diante fizeram as pessoas – em especial os brasileiros – conhecerem melhor as funcionalidades do Telegram.

Se você nunca usou ou não faz ideia do que é o Telegram, vamos a um breve histórico do app.

Lançado em 14 de agosto de 2013 pelos irmãos russos Nikolai and Pavel Durov, o Telegram é um aplicativo de mensagens focado em segurança e velocidade que pode ser utilizado ao mesmo tempo em diversas plataformas: celulares Android, iOS e Windows Phone; apps Desktop para PC, Mac, Linux e macOS; e Telegram Web. Os irmãos Durov também são cofundadores da rede social VK, lançada em 2006.

Números mais recentes, divulgados em março de 2018, afirmam que o Telegram possui 200 milhões de usuários ativos por mês. Em 2014, o app possuía “apenas” 35 milhões. Os desenvolvedores tem como objetivo chegar a 1 bilhão de usuários ativos até 2022.

Statistic: Most popular global mobile messenger apps as of October 2019, based on number of monthly active users (in millions) | Statista
Gráfico desenvolvido por Statista

O bloqueio imposto pela Justiça brasileira ao WhatsApp em 2015, que o deixou fora do ar por 48 horas, fez com que o Telegram ganhasse 5,7 milhões de novos usuários. Novo bloqueio ocorreu em 2016 por 72 horas, também por determinação judicial, e nessa ocasião o Telegram conquistou 7 milhões de novos usuários.

E, para ajudar um pouco mais o mensageiro russo, em 2019 os produtos do Facebook – entre eles o WhatsApp – caíram por algumas horas em pelo menos três ocasiões.

Bem, ficou claro que não faltaram oportunidades para o público brasileiro conhecer o Telegram, não é mesmo? Graças a isso, especialistas em Marketing Digital estão apontando o mensageiro como uma forte tendência a ser aproveitada em 2020 no Brasil.

A seguir, eu explico todos os motivos pelos quais considero o Telegram melhor que o WhatsApp e por que você deve aproveitar essa tendência.

Funcionalidades úteis e fáceis de usar

Utilizo o Telegram desde 2016 graças à indicação de um ex-colega desenvolvedor. Desde então, as funcionalidades que destaco a seguir são as que considero mais úteis para o dia a dia de profissionais de Marketing Digital e produção de conteúdo. Além de úteis, também são muito fáceis de usar!

1 – Acesso em qualquer dispositivo mesmo sem internet

Sabe aquele aviso do WhatsApp (desktop ou web) de que a conexão da internet do seu celular não está boa? Ou então aquele alerta em vermelho que insiste que você carregue seu celular e, enquanto não fizer isso, as mensagens chegam atrasadas (ou às vezes não chegam)?

Esses problemas não acontecem com o Telegram. Isso porque o mensageiro é baseado em nuvem e você não precisa estar com seu celular conectado à internet para utilizá-lo no seu computador, seja pelo app desktop, seja via navegador.

Ou seja, você não precisa sequer deixar seu celular próximo ao seu dispositivo! Você pode logar em seu PC/Mac/Linux a partir de um código, que pode ser enviado por SMS para o seu smartphone ou então informado via ligação telefônica automática.

Essa é uma facilidade incrível, mas requer cuidado. Sempre desconecte o Telegram Desktop ou Web após o uso, especialmente se você estiver em um computador público ou compartilhado. Como falei anteriormente, o app não precisa de conexão com seu celular por armazenar tudo em nuvem, então você não será desconectado ao desligar o computador.

Para fazer logout, siga estes passos: Menu > Configurações > Ícone de três pontos > Sair.

O Telegram é multiplataforma e isso traz muitas facilidades, mas é preciso ter cuidado e desconectar sua conta sempre após o uso

Como veremos adiante, o Telegram é seguro, mas em 2019 houve dúvidas quanto a isso.

No ano passado, o mensageiro foi o centro das atenções por conta de vazamentos de supostas conversas entre o atual Ministro da Justiça Sérgio Moro, o procurador do Ministério Público Federal em Curitiba Deltan Dallagnol e outros operadores do Direito. Um descuido como não desconectar a conta em computadores compartilhados pode gerar situações que facilitam a quebra de sigilo dos usuários.

Obs: Não estou dizendo que as supostas conversas foram obtidas dessa forma, apenas pontuo que não sair da conta, especialmente no app desktop, pode originar brechas de segurança.

2 – Envio de fotos e vídeos sem compressão

Assim como a funcionalidade anterior, essa eu também uso diariamente. É uma facilidade muito grande para quem trabalha com criação de artes, fotografia ou vídeos, especialmente para redes sociais, dar fluência ao trabalho, enviar materiais do PC para o celular (e vice-versa) e se manter organizado.

Você pode usar essa funcionalidade de duas formas:

Pelo computador, você pode arrastar a foto ou o vídeo até a conversa para a qual você deseja enviar e selecionar “Solte as imagens aqui para enviar sem comprimir”. Veja abaixo:

O Telegram permite escolher entre enviar fotos e vídeos sem compressão (mantendo a qualidade original) ou com compressão (reduzindo um pouco a qualidade para diminuir o tamanho do arquivo)

Outra forma é clicando no ícone de clips para selecionar a foto ou o vídeo desejado e, após, escolher se deseja enviar como foto (no caso de imagens) ou como arquivo (que significa sem compressão). Esse passo também funciona via smartphone.

3 – Conversar consigo mesmo no Telegram é fácil

Não é novidade (nem doideira) falar consigo mesmo via mensageiros. O primeiro Top Voice do LinkedIn Brasil, Marc Tawil, certa vez escreveu este artigo em que afirma que falar com ele mesmo no WhatsApp foi a melhor decisão que ele tomou nos últimos anos.

Ou seja: se um profissional referência em comunicação multiplataforma como o Marc fez isso, é porque é realmente uma facilidade incrível no dia a dia. Mas, no WhatsApp, isso não é nada intuitivo.

No artigo, Marc descreve o processo para criar seu canal consigo mesmo:

Como fiz? Simples: criei um grupo chamado “Mim mesmo” no WhatsApp, anexei a Elisa, e logo depois a removi. “Fixei” o grupo para acessa-lo com facilidade e voilá! Estava criado meu canal diário de informações deletáveis.

Discordo respeitosamente dele em um ponto: esse processo não é simples. Foi uma sacada de gênio pensar nesse fluxo. Mas, se por acaso você ler esse artigo, Marc, saiba que no Telegram a conversa consigo mesmo já ocorre nativamente.

Antigamente ela aparecia na lista de conversas com o próprio nome do usuário. Há algum tempo ela passou a se chamar… Mensagens Salvas.

Da mesma forma que o Marc, eu também me envio links, textos, imagens, vídeos que preciso distribuir no dia a dia nos meus trabalhos como Social Media. Facilita muito a vida!

Ainda neste artigo falarei sobre mensagens fixadas, sistema de busca e hashtags. Você vai perceber que outras funcionalidades complementam as mensagens salvas e fica ainda melhor de usar esse recurso.

Telegram como ferramenta de marketing e relacionamento

Até aqui, vimos que o Telegram possui recursos que facilitam a organização pessoal e possibilitam maior fluência para envio de arquivos sem comprimir a qualidade.

Neste tópico trago exemplos de possibilidades que profissionais de Marketing Digital interessados em intensificar o senso de comunidade junto a seus públicos podem aproveitar.

4 – Nome de usuário, menções e links

Existem duas formas de ser encontrado no Telegram: número de telefone ou nome de usuário.

Assim como na maioria das redes sociais, os usuários são identificados com @ junto ao nome. Você pode mencionar usuários nas mensagens e, dessa forma, é possível clicar no nome de usuário para conversar com a pessoa.

Canais e grupos são identificados por um link próprio que você pode definir ao criá-los. Isso facilita a divulgação do canal / do grupo nas redes sociais, para que as pessoas tomem conhecimento e decidam participar. Exemplo: https://t.me/publictestgroup

5 – Canais públicos

Os canais são o principal motivo pelo qual o Telegram está figurando como uma tendência de Marketing Digital neste ano. Diversas marcas – pessoais ou empresariais – estão utilizando esse recurso para se aproximar de seus públicos em um ambiente instantâneo e intimista.

A maior vantagem em comparação aos canais do WhatsApp é esta: o histórico do canal é igual para todos os integrantes. Isso significa que, se você criou seu canal no dia 22/01/2020, e ele se tornar popular em 30/03/2020, as pessoas que entrarem em março poderão ver todas as mensagens desde a criação do canal.

Quem está usando essa funcionalidade muito bem é o Tira do Papel. Conheci essa conta recentemente por indicação do meu amigo Diego Rodriguez e repasso. Acredito que pode ser útil para você que está buscando referências para incluir o Telegram na sua estratégia de marketing. 🙂

💡 Dica: se você administra um canal, mas deseja eventualmente oportunizar que pessoas conversem com você, mencione seu usuário na mensagem enviada.

Assim como no WhatsApp, somente administradores podem enviar mensagens em canais. Se você deseja interação direta com o seu público, o próximo item certamente deverá fazer parte da sua estratégia.

Ainda:

  • Não há limite de participantes em canais;
  • É possível ter mais de um administrador no canal;
  • Cada administrador pode ter funções específicas;
  • Administradores podem adicionar pessoas até o canal chegar a 200 membros. Depois disso, somente por convite ou via link;
  • Cada mensagem enviada exibe um contador de quantas vezes foi vista. A contagem considera também o alcance fora do grupo, caso a mensagem tenha sido encaminhada.

6 – Canais privados

As funções dos canais privados são as mesmas dos públicos. As diferenças entre eles são:

  • Os privados não podem ser encontrados na busca do Telegram;
  • Os participantes só podem entrar via link de convite ou sendo adicionados pelos administradores.

7 – Grupos e histórico de navegação

Para começar, cada grupo no Telegram pode ter até 200 mil participantes.

Aí você pode pensar: Céus, como se administra um grupo gigantesco?

Ainda vou falar mais especificamente sobre o sistema de busca do Telegram neste artigo, mas é importante destacar aqui que, nos grupos, é possível buscar exatamente o que deseja, inclusive filtrando por usuário.

Assim como nos canais, o histórico de mensagens pode ficar disponível para usuários que entram depois da criação do grupo. A diferença aqui é que os administradores podem controlar o histórico de mensagens. Ou seja, limitar a partir de que data os novos usuários poderão ver mensagens passadas.

8 – Edição de mensagens

Errar é humano, e os desenvolvedores do Telegram sabem disso. Por isso existe a funcionalidade de editar mensagem. O texto editado é modificado para todas as pessoas, mesmo para quem já tenha lido a mensagem.

A edição de mensagens funciona em todos os tipos de chat (secreto, privado, grupos e canais).

9 – Mensagens fixadas

Melhor do que descrição de grupo, que poucas pessoas acessam (tanto no Telegram como no WhatsApp) é poder fixar uma mensagem. A mensagem é fixada no topo do chat e, por padrão, sempre fica visível em todas as plataformas.

Esse recurso é muito útil para fixar regras do grupo. Você pode fixar qualquer tipo de mensagem (áudio, vídeo, foto, arquivo, texto, link, sticker, o que der na telha).

10 – Agendamento de mensagens

O nome fala por si. De forma nativa, você pode agendar o envio de mensagens em todos os tipos de chat. Muito útil para iniciar conversas a qualquer hora com a sua audiência, mesmo sem estar diante do computador ou com o celular em mãos!

Privacidade e segurança

Os desenvolvedores do Telegram batem muito na tecla da segurança. Eles asseguram que o mensageiro é mais seguro que outros aplicativos de mensagem em massa, como WhatsApp e Line.

Por manter os dados dos usuários seguros e criptografados em diversos servidores espalhados pelo mundo, o Telegram chegou a ser banido na Rússia (sua terra natal) e no Irã, por não aceitar fornecer dados de investigados pelo Serviço Federal de Segurança (FSB, ex-KGB). O entendimento dos desenvolvedores é de que estariam colaborando com o governo russo. Quatro meses depois do início das discussões, o Telegram decidiu fornecer dados para a Justiça local.

Entraves com governo e/ou Justiça são também os motivos pelos quais o WhatsApp foi bloqueado duas vezes aqui no Brasil.

11 – Criptografia

O sistema de criptografia do Telegram é baseado no protocolo MTProto, construído com algoritmos que tornam a segurança compatível com entregas ágeis e confiáveis, mesmo em conexões fracas. A comunidade de usuários continuamente contribui com melhorias, pois o mensageiro é construído com código aberto.

12 – Visto por último (para todos, apenas para alguns, ou liberado)

Sabe o online e visto por último do WhatsApp, que ou você libera para todos os contatos verem, ou não deixa ninguém ver? No Telegram pode ser usado dessa forma também.

Mas há um diferencial: você pode designar alguns usuários para os quais deseja mostrar a última vez que esteve online. Dessa forma, se a pessoa também deixar essa configuração liberada para você, ambos poderão saber a última vez que cada um esteve online.

No caso de duas pessoas não permitirem essa visualização, quando ambos estiverem conectados será possível ver o status de online.

13 – Chat secreto e mensagens autodestrutivas

Você pode usar o chat normal e também criar um chat secreto individualmente com seus contatos. Todas as mensagens no chat secreto usam criptografia de ponta-a-ponta (end-to-end encryption). Isso significa que somente o remetente e o destinatário podem ver as mensagens enviadas nesse chat.

Mensagens em chats secretos usam criptografia cliente-cliente, enquanto em chats normais são armazenados na nuvem do Telegram usando criptografia cliente-servidor/servidor-cliente.

Para dar uma camada ainda maior de segurança, os chats secretos permitem que todos os tipos de mensagens possam ser destruídas depois de um período definido pelos usuários. Lembra do Snapchat? Então, a premissa é a mesma.

Devido à segurança especial, mensagens de chats secretos não podem ser encaminhadas.

14 – Ocultar telefone

Como mencionei anteriormente, você pode ser encontrado pelo número de telefone ou pelo nome de usuário. Você pode limitar a exibição do número de telefone para que pessoas que você não tenha adicionado não possam vê-lo. Essa é uma importante medida de segurança para quem deseja participar de grupos.

15 – Identificação de mensagens encaminhadas

Por padrão, o Telegram identifica o usuário autor da mensagem original que foi encaminhada. No meu ponto de vista, essa é uma medida útil para combater a disseminação de notícias falsas e spam, por exemplo.

Por padrão, a identificação contém o link para o seu perfil no Telegram, mas você pode modificar essa definição no Menu > Mensagens encaminhadas > Ninguém.

Outras funcionalidades legais

Nem só de marketing, organização pessoal e ambiente seguro vive o usuário do Telegram. A seguir, algumas funcionalidades legais que tornam a experiência de uso ainda melhor.

16 – Telegram Cloud

Por ser baseado em nuvem, você não precisa fazer backup frequentemente para armazenar suas conversas. Elas são salvas automática e rapidamente. Isso significa que se você trocar de Android para iOS, por exemplo, você não perderá suas conversas.

17 – Sem limite de tempo para apagar mensagens enviadas

Se arrependeu de enviar algo? No Telegram, você pode apagar a mensagem somente para si ou também para o destinatário na hora que quiser.

18 – Busca precisa em conversas

Além dos filtros em grupos, que mencionei no item 7, a busca é literal em todos os tipos de chat. Se você buscar por senhor em um chat no Telegram, o app vai entregar somente mensagens que contenham a palavra senhor.

No WhatsApp a busca não é tão boa assim. Se você digitar senhor, ele vai entregar também senhora, senhorzinho, senha

19 – Busca de usuários, grupos e canais

A busca geral do aplicativo exibe nome de usuários (que permitem a exibição pública), canais (idem) e grupos. É uma boa forma de encontrar canais e grupos de temas do seu interesse.

O sistema também entrega mensagens literais em todas as conversas que você já fez. Isso é muito útil quando você precisa encontrar uma informação que você não lembra quem lhe enviou, por exemplo.

20 – Bots

Outra tendência no mundo do marketing digital, os bots também fazem parte do ecossistema do Telegram. Qualquer usuário pode criar seu bot, que pode ser usado em todos os tipos de chats. A criação de bots requer um certo conhecimento em programação. Leia este artigo para saber como criar o seu.

21 – Hashtags

Hashtags também fazem parte do Telegram. E a função é a mesma: etiquetar conteúdos. Seu uso aqui, porém, atualmente é voltado para organização de mensagens, e não para indexação de conteúdos em um ecossistema público.

Se você usar hashtags em mensagens, você pode pesquisá-las na busca geral do aplicativo para encontrar os conteúdos. Combine isso com as Mensagens Salvas e você tem uma ótima ferramenta para organização pessoal.

22 – Stickers animados e exclusivos para grupos

Os stickers se tornaram muito populares quando o WhatsApp lançou a funcionalidade. No Telegram, além dos tradicionais estáticos, também há a opção de stickers animados.

Outra opção (ainda) exclusiva do Telegram são os stickers para grupos. Esse recurso é muito interessante para trabalhar branding e fortalecimento de marca junto à comunidade. Veja um exemplo existente no grupo da rede social Sapien Network.

23 – Canal oficial do Telegram com novidades da atualização

Toda atualização de aplicativo conta com uma descrição do que foi atualizado. Muitas marcas usam esse campo para criar relacionamento com usuários e melhor trabalhar a presença nas lojas de aplicativos.

Muitas vezes, porém, a atualização dos apps ocorre de forma automatizada em nossos smartphones. Ou seja, muita gente nem tem contato com a descrição da atualização.

Só aqui neste artigo eu apontei mais de 20 funcionalidades. Como é possível ficar por dentro de tantas novidades que o Telegram constantemente lança?

Aí vem uma boa sacada do Telegram: Toda vez que o app é atualizado (seja mobile ou desktop), um chat com as informações mais importantes da atualização é aberto com o usuário.


Ufa, é isso. Há muitos outros recursos no Telegram. Particularmente, as possibilidades com bots são muito extensas. Fiz essa lista focando em funcionalidades práticas e bastante usuais no dia a dia.

Minha opinião é de que o Telegram é muito melhor que o WhatsApp, mas não significa que o zap deva ser esquecido – especialmente quando falamos em Marketing Digital. Isso porque a maior atenção ainda está no WhatsApp, e o Telegram está bem longe de alcançar os mais de 1,6 milhão de usuários ativos mensais do WhatsApp. Portanto, é importante também estar onde a maioria está.

Tem alguma dica de como melhor aproveitar alguma dessas funções?

Vai aproveitar o crescimento da atenção do público brasileiro para integrar o Telegram em sua estratégia de Marketing Digital?

Me conte nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *